A morte do soldado Júlio


Júlio nunca desobedeceu aos seus pais. Quando era criança, ele tinha orgulho deles, aparentavam seriedade e comprometimento com o trabalho e a casa. Eles são afetados pelas responsabilidades mais importantes do mundo que são seus próprios filhos, Júlio e irmãos. Júlio foi idiota ao achar que nunca desobedecendo, aprendia a ser firme como eles. Um dia ele ouviu seu pai desabafar com um amigo:

— Pra que ter filhos? Se não tivesse eles, eu estaria viajando com muito dinheiro, comendo qualquer uma.  Tem essas pestes desobedientes que querem tudo o que veem na televisão, ficam pra lá e pra cá como umas sombras. São uns fardos.

Nesse instante outra pessoa diz:

— São muitos gastos. — completa a mãe de Júlio. — É escola, comida, roupas, são um pouco de luxo, mas são importantes pra nossa família. — termina ela.

Júlio não acredita, mas as mesmas palavras deles ressoam em sua cabeça por muito tempo. Um fardo? Se Júlio esteve na sombra do pai, foi seguindo ou querendo seguir uma ordem dele. E a mãe se uniu ao pai no martírio. Poucos sentimentos existem, talvez, o de submissão seja mais forte; o pai declarou querer uma vida livre para ter qualquer mulher e a esposa fingiu não ouvir.  O casamento é só fachada, pra um ajudar ao outro a pagar contas? Perguntas com respostas assustadoras na cabeça do pobre Júlio.  Duvidando muito da sua própria vida continua cumprindo as ordens do seu pai, a única coisa que sabe fazer.

Percebe que considerara pratica de vida cheia de moralidade, era um vazio sem sentido, ele era um zumbi, porque seu pais nunca tinham ensinado alguma coisa, Júlio tivera uma admiração profunda e imitação deles que pegou para si como ensinamento.

— Não se preocupe pai. Eu vou fazer o que disse. — responde Júlio ao seu pai.

Uma resposta a triste lembrança da infância. Para o seu pai sempre será desobediente, bem mais agora sendo adolescente. A desilusão o inspira a se fechar em um mundo próprio e ensina a matar a imagem dos pais dentro da alma. Não sendo isso bastante, Júlio deseja não ver mais seus pais. Uma ocupação como faculdade ou trabalho o afastará para sempre da família. Ele não tem mais orgulho dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não escreve, não sei sobre você, escreva!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...