O que é a verdade

O ano chegou ao fim e a alegria do jovem rapaz também. Ele, no inicio do ano, engajara um namoro. Ela é meiga e simpática, não é mais bonita da classe, seu jeito o conquistou. Para os propósitos dele, ela é uma princesinha, mas voltando pra realidade, ela possui gostos próprios naturalmente discordando dele.
            Ele querendo ser esperto e ao mesmo tempo ser visto com status, filosofara sobre como tratá-la. A idéia é evitar discussões, tendo ela sempre sorrindo ao seu lado. Concluindo “se a verdade não for usada, principalmente em uma pessoa, nenhuma outra verdade será usada, principalmente por essa pessoa. Aplicando ao caso, se ela soubesse o que ele quer, ou ainda o que ele pensa ou ainda o que diz aos amigos, ela ficaria furiosa ou deixaria de ser namorada. Nisso o tempo passa. As omissões dele em conversas, a princípio, fizeram a ela acreditar em uma timidez, porém com o avanço do tempo não significa avanço do relacionamento. A estaca zero, o inicio de tudo, a explosão inicial já tivera perdido o estrondo, não havia previsão de conclusão, nunca saíra do lugar. Irritação por parte dela, indiferença por parte dele.
            — Você não é a pessoa que pensei que fosse. Tenho a impressão mascarada de você. Por que você não conversa direito? Parece bêbado. Por que você é estranho?
            Ele fica calado. Já ficara calado em várias outras ocasiões e outras depois dessa. Havia bebido demais da própria filosofia. Nisso o tempo passa mais, com frases incompletas e frustrações. Acumulando tanta experiência negativa, ele ficara também anestesiado. O importante foi as mentiras contadas aos colegas até o fim. Ele tinha prestígio, e tinha um troféu para provar, a princesinha sorridente por ser simpática. Ela o chutou e não se sabe com o sorriso. Ele ficou calado. Como se ela não estivesse ali, ele se recostou na parede. Indiferente e quieto as perguntas dos colegas: “você não estava bem com ela?”. A classe nem sentiu o fim do romance.  Não era nada. No começo de dezembro, ela foi vista com um galã de outro colégio. Nem ao menos ela ficou de luto, pensou ele quando soube. Só agora percebeu que perdeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não escreve, não sei sobre você, escreva!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...