Muita compreensão

            Felipe era um cara que tem vários amigos e gostava de conversar com todos eles sendo bastante espontâneo. Ele tem a mania de dizer gírias que seus amigos por respeito e contato entendiam, mas outras pessoas achariam esquisitas ou incompreensíveis. Felipe está alegre com mais um encontro informal depois da faculdade com dois de seus amigos, Rodrigo e José, até que em um momento, Felipe diz:
            — Agora, pessoal tenho que escrantelar pulando logo, se... — ele é interrompido pelo Rodrigo.
            — Agora foi demais! O que foi que você disse? Está querendo matar a língua portuguesa como um canguru? Por que você sempre diz coisas esquisitas, ah, ah, ah...
            Rodrigo e José estão acostumados com essas palavras esquisitas de Felipe, porém aquela tinha extrapolado os limites do bom senso. José constrangido com a risada de Rodrigo fica sem reação, mas logo reage:
            — Felipe, você tem visto — ou melhor, ouvir — que usa gírias esquisitas?
            — Por que vocês reagem deste modo? — diz bravamente Felipe. — Eu tenho o direito de expressar a palavra com o grau de sensibilidade que for conveniente.
            — Está ficando sensível também, então quem ensinou essa gíria a você foi a sua avó... — disse ironicamente Rodrigo.
            — Diga o que você ia dizer! É covarde então é galinha! — diz Felipe agredindo Rodrigo.
            O que era um encontro amigável se tornou numa disputa tribal. Os dois se engalfinharam de tal maneira que a luta de rua não teria fim, pois havia muita disposição que os lutadores demonstravam ferozmente. José não se meteu para acalmar ânimos, observara distante até que a polícia chegou ao local, alguém a chamou pensando se tratar de uma tentativa de assalto, e recolheu os dois para explicações, ele sendo testemunha do acontecido poderia livrar os dois brigões da cadeia depois de esclarecimentos.

Um comentário:

  1. Se o Felipe é desse jeito, os amigos tem que aceitar sem fazer nenhum tipo de zoação, ou ao menos conversasse com ele de uma maneira civilizada.
    ótimo texto.

    http://www.semfreios.org/
    #Beijos e Sucesso

    ResponderExcluir

Se você não escreve, não sei sobre você, escreva!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...